ARTIGOS

Apostar em Aécio é colocar em xeque a saúde da população do ABC

 MAIS MEDICOS AECIOPrograma criado pela presidenta Dilma Rousseff, em parceria com o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o “Mais Médicos” deve atingir cerca de 15 mil profissionais até o fim de 2014. São 50 milhões de brasileiros e brasileiras beneficiados em todo o país.

 

No ABC, atuam 147 médicos com abrangência de 500 mil moradores nos sete municípios.  Sinal do compromisso que a candidata do Partido dos Trabalhadores firmou com as famílias da região.

 

O local com maior número de profissionais é Mauá, que recebeu 47 cubanos. Além do impacto no número de consultas, outra melhora notada ocorre na qualidade do atendimento oferecido. Em São Bernardo trabalham 35 profissionais, sendo 30 cubanos, quatro brasileiros e um mexicano. 25 médicos desembarcaram em Santo André. Em comparação, Diadema, que foi a última cidade da região a aderir ao programa, recebeu dez médicos, mesmo número de médicos recebidos por Rio Grande da Serra. Em Ribeirão Pires atuam 20 cubanos.

 

Por outro lado, Aécio critica o intercâmbio de cubanos no país e diz que instituíra a carreira nacional de médicos, no entanto, sem dizer como implementará o programa. Eleger Aécio é apostar num futuro incerto na área da saúde, afinal, quem durante a sua gestão em Minas Gerais (2003-2010) desviou cerca de R$7,6 bilhões da saúde mineira, não deve considerar o segmento vital e prioritário para a população brasileira.

Você também pode gostar...