NOTÍCIAS

Cartilha orienta população sobre importância das árvores na cidade

Publicação será usada por agentes públicos na orientação ao público

Santo André, 9 de abril de 2014 – Os agentes ambientais e da Defesa Civil do Semasa e do Departamento de Parque e Áreas Verdes (DPAV) da Prefeitura de Santo André têm à disposição um novo instrumento para orientarem a população sobre a importância das árvores na cidade. A cartilha “Árvore. Essencial ao equilíbrio da vida” foi desenvolvida para mostrar de maneira didática os benefícios que as árvores proporcionam à cidade e para tirar dúvidas dos moradores sobre queda, plantio, poda, remoção e fiscalização.

O material quer demonstrar que nem todas as árvores que caem estão doentes. O objetivo é fazer com que as pessoas se lembrem de que, além de pedir a supressão, têm de plantar novas árvores. A publicação surgiu a partir do aumento de solicitações da população para a vistoria em árvores, observado durante o último verão, consequência dos fortes ventos que atingiram a Região Metropolitana de São Paulo.

Apenas a Defesa Civil recebeu entre o início do Programa Operação Chuvas de Verão (1º de dezembro) e o final da estação (31 de março), 375 ligações informando problemas com quedas de galhos ou árvores, ou pedindo análise de risco de queda. O número foi 42% maior do que o do verão 2013/2014, quando foram registradas 264 solicitações do tipo.

A cartilha tem, por exemplo, informações sobre como funciona o plantio e como adotar uma árvore; quando o DPAV deve ser acionado e quando é a Defesa Civil que atua; dá dicas de prevenção para evitar acidentes, além de explicar como é realizada a fiscalização ambiental quando uma árvore é removida. A publicação será entregue prioritariamente pelos agentes públicos a moradores que solicitarem vistorias para análise de risco. Mas o material também está disponível no site do Semasa e pode ser baixado e impresso por qualquer pessoa.

Sobre o Semasa
O Serviço Municipal de Saneamento Ambiental (Semasa) é uma autarquia criada em 1969 para cuidar do fornecimento de água e coleta de esgoto em Santo André. A partir de 1997, se torna o primeiro do país a adotar o modelo de saneamento ambiental a integrar todas as dimensões de saneamento: água, esgoto, drenagem urbana, gestão de resíduos sólidos, gestão ambiental e gestão de riscos ambientais, por meio da Defesa Civil. A integração dos serviços agilizou e qualificou as ações da autarquia, além de permitir a articulação estratégica com a Política Municipal de Gestão e Saneamento Ambiental. Os serviços prestados pelo Semasa têm o certificado NBR ISO 9001/2008.

A respeito de Santo André

A Vila de Santo André da Borda do Campo foi fundada em 8 de abril de 1553 e extinta em 1560. A localidade passou a ser parte do município de São Paulo e apenas em 1889 é que a região passou a ter um município com nome de São Bernardo. Este abrigava todo o ABC, e com a transferência de sede em 1939 passou a ser denominado Santo André. Este nome permaneceu, e após diversas emancipações de distritos, em 1953, o município de Santo André passou a ter a área atual de 174,38 km².

Localiza-se no ABC paulista (Região Metropolitana de São Paulo), distante 18 km da Capital. A cidade é estratégica para o setor logístico, pois está inserida no principal polo econômico brasileiro, próxima a algumas das principais rodovias estaduais e federais, as quais dão acesso ao Porto de Santos e aos aeroportos de Cumbica e de Congonhas.

Conforme último Censo, divulgado em 2010, com estimativa para 2014, Santo André possui 707.613 habitantes. No ano de 2012, o PIB (Produto Interno Bruto) foi de R$ 18,085 bilhões, sendo o 32º maior do País e o 12º maior entre as cidades do Estado de São Paulo. O orçamento previsto para 2015 é de R$ 3,178 bilhões.

Você também pode gostar...