AGENDA GERAL NOTÍCIAS O PARTIDO

#DiadeMobilizaçãoPTSP: Macro Mogiana – José Mentor participa do #DiadeMobilizaçãoPTSP neste sábado (14)

Ao lado do coordenador regional Miguel Paião, deputado federal integra sexta edição da agenda simultânea em todo o estado

Fábio Sales/ PT-SP

O deputado federal José Mentor participa neste sábado (14/11) da sexta edição do “Dia Mensal de Mobilização do PT-SP”, a partir das 10h, na Macrorregião Mogiana.

Ao lado do coordenador regional Miguel Paião, o parlamentar participa de plenárias com dirigentes e militantes pela manhã, em Porto Ferreira, e no período vespertino, em Vargem Grande do Sul.

A agenda também prevê almoço com os prefeitos do PT, Ismar Ernani de Oliveira (Divinolândia) e Zé da Doca (São Sebastião da Grama), além de Celso Itaroti, do PTB (Vargem Grande do Sul).

“Prestes a completar seis edições, o Dia Mensal de Mobilização do PT no estado de São Paulo se consolida cada vez mais como uma ferramenta de diálogo, construção, participação e integração dos nossos parlamentares e dirigentes com o conjunto de filiados e filiadas, simpatizantes e movimentos populares. Prova de mais uma ação democrática que fortalece o Partido dos Trabalhadores para superar os desafios”, analisa o presidente estadual do PT-SP, Emidio de Souza.

Temática

Por meio do Fórum de Conjuntura do PT-SP, realizado sempre na primeira quarta-feira de cada mês, em parceria com o Projeto SP (Projeto Estudos dos Estados Brasileiros da Fundação Perseu Abramo), uma pauta em comum nas regiões paulistas é designada para o enfrentamento ao governo tucano no estado, tendo como meta a qualificação da oposição na apresentação de um diagnóstico atualizado e formulação de propostas de um modelo de políticas públicas defendido pelo partido.

O tema sugerido para os parlamentares, dirigentes e militantes debaterem no mês de novembro é o “Freio Tucano no Desenvolvimento do Estado de São Paulo”.

Balanço

Em cinco edições, o Dia Mensal de Mobilização contabiliza 270 cidades visitadas com as presenças dos deputados estaduais e federais; vereadores e vereadoras; prefeitos, prefeitas e vices; dirigentes nacionais e estaduais, coordenadores e coordenadoras de Macros, além da militância e representantes de movimentos sociais.

Confira a agenda:

Dia Mensal de Mobilização na Macro Vale do Ribeira

Data: 14 de novembro (sábado)

Encontro com dirigentes e militantes do PT
Cidade: Porto Ferreira
Horário: 10h
Local: Sindicato dos Vidreiros e Ceramistas de Porto Ferreira e Região

Endereço: Rua João Procópio Sobrinho, 345 – Centro

Almoço com os prefeitos de Vargem, Divinolândia e São Sebastião da Grama
Cidade: Vargem Grande do Sul
Horário: 13h
Local: Restaurante Varanda

Endereço: Rua Coronel Lúcio, 386 – Centro

Plenária com lideranças e militantes
Cidade: Vargem Grande do Sul
Horário: 14h
Local: Associação, Comercial e Industrial (ACI) de Vargem Grande do Sul

Endereço: Rua São Jorge, 90 – Bairro São Luiz

Mais informações: Coordenador Miguel Paião – (19) 99223-8606

Entenda o Dia Mensal de Mobilização do PT-SP

A ideia é a de que os 24 parlamentares estaduais e federais do estado de São Paulo participem, no decorrer dos próximos 20 meses, de atividades, plenárias e seminários em todas as regiões do estado paulista, com a militância, prefeitos e prefeitas, vices, dirigentes, presidentes de diretórios e coordenadores de Macros, movimentos e entidades da sociedade civil.

Cada deputado e cada deputada visitarão, ao menos uma vez, cada região do estado, tendo assim, uma visão ampla e o diagnóstico das necessidades de cada local, além de contribuir efetivamente para o fortalecimento do PT nas pequenas e médias cidades.

A data pré-estabelecida para mobilização será o segundo sábado de cada mês, entre junho de 2015 a fevereiro de 2017.

Objetivos

– Consolidar o segundo sábado de cada mês como um dia de mobilização do PT no Estado;

– Ampliar a visibilidade dos mandatos dos nossos Deputados e Deputadas Estaduais e Federais no maior número das cidades paulistas;

– Potencializar a presença das principais lideranças do PT de São Paulo nas 20 Macrorregiões;

– Fazer a disputa de ideias e a defesa do PT e dos nossos governos Dilma/Lula na opinião pública local/regional;

– Contribuir para a organização partidária nas pequenas e médias cidades;

– Promover debates sobre o modo petista de governar e legislar;

– Fazer oposição ao governo Alckmin;

– Aproximar nossos mandatos e dirigentes com movimentos sociais, sindicatos, e organizações da sociedade civil progressistas;

– Possibilitar que filiados e filiadas, gestores, parlamentares, militantes e dirigentes do PT, cidadãs e cidadãos, instituições e movimentos interessados/as possam contribuir para o fortalecimento do Partido em todo o estado;

– Projetar nossa ação política com o objetivo de construirmos um diagnóstico permanente sobre o estado de São Paulo;

– Motivar a militância e simpatizantes a se engajar na defesa do PT, dos nossos governos e mandatos parlamentares.

Conheça José Mentor

Paulista de Santa Isabel, José Mentor vem protagonizando ao longo dessas mais de quatro décadas de vida pública as principais transformações do país, em favor dos movimentos sociais e da democracia.

Na década de 1960, então estudante de Direito, ajudou a construir o Centro Acadêmico 22 de agosto da PUC-SP, integrou a União Estadual dos Estudantes (UEE) e a União Nacional dos Estudantes (UNE). No Congresso da UNE, realizado em Ibiúna (SP), Mentor estava entre os quase mil estudantes presos pelas forças de repressão.

Advogado formado, em 1976 passou a assessorar alguns movimentos sociais. Fez parte da Comissão Arquidiocesana dos Direitos Humanos de São Paulo e esteve entre os fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT). Em 1989 assumiu uma cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Como deputado estadual constituinte e líder da bancada petista, Mentor foi apontado pela imprensa como um dos quatro melhores constituintes paulistas.

Eleito vereador da Capital paulista em 1992, concentrou seu mandato no apoio aos movimentos de moradia, valorização da cidadania e fiscalização do governo Paulo Maluf. Integrou as CPIs da Usina do Asfalto e da Semab; liderou a bancada do PT na Câmara Municipal de São Paulo (CMSP) e participou do fórum de parlamentares para a Habitat II (ONU).

Em seu segundo mandato, o petista presidiu a Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara paulistana e organizou, de forma pioneira, audiências públicas regionais para discutir a peça orçamentária para o ano 2000. Ainda em 2000 participou ativamente no processo que levou ao impeachment do prefeito Celso Pitta.

Fruto do trabalho equilibrado, partidário e em favor dos movimentos sociais, em 2001 (no terceiro mandato como vereador) Mentor foi indicado a líder do governo Marta Suplicy. No ano seguinte foi eleito deputado federal.

Logo no primeiro ano de mandato no Congresso Nacional, foi indicado pela bancada do PT como relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Banestado e sub-relator da Comissão da Reforma Tributária da Câmara Federal.

O rigor e a dedicação empenhados em pouco mais de uma década no Legislativo Federal, nas comissões, no plenário e na rua, em defesa dos interesses públicos, obtiveram o reconhecimento popular nas urnas. Reeleito em 2006 e 2010, está em seu terceiro mandato consecutivo na Câmara dos Deputados e segue exercendo importantes tarefas.

Atualmente José Mentor é relator da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara Federal, integra a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, o Grupo de Consolidação das Leis – que trabalha para organizar num só dispositivo leis que tratam de um mesmo tema, mas estão pulverizadas no ordenamento jurídico brasileiro – e preside a Comissão Especial responsável pela análise da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 147/2012, que fixa parâmetros para a remuneração dos servidores das carreiras consideradas essenciais ao funcionamento do Estado.

Você também pode gostar...