AGENDA GERAL NOTÍCIAS O PARTIDO

#DiadeMobilizaçãoPTSP: Macro Sudoeste Paulista/ Itapeva: Enio Tatto participa do #DiadeMobilizaçãoPTSP nesta sexta (13)

Ao lado do coordenador regional Alex Campos e da secretária estadual de Movimentos Populares e Políticas Setoriais, Alessandra Dadona, deputado integra sexta edição da agenda simultânea em todo o estado

 

Fábio Sales/ PT-SP

 

O deputado estadual Enio Tatto participa nesta sexta (13/11) da 6ª edição do “Dia Mensal de Mobilização do PT-SP”, às 19h, na Macrorregião Sudoeste Paulista/ Itapeva.

 

Ao lado do coordenador regional Alex Campos e da secretária estadual de Movimentos Populares e Políticas Setoriais, Alessandra Dadona, o parlamentar participa de debate sobre “Reforma Eleitoral e as Eleições 2016”, na cidade de Nova Campina.

 

“Prestes a completar seis edições, o Dia Mensal de Mobilização do PT no estado de São Paulo se consolida cada vez mais como uma ferramenta de diálogo, construção, participação e integração dos nossos parlamentares e dirigentes com o conjunto de filiados e filiadas, simpatizantes e movimentos populares. Prova de mais uma ação democrática que fortalece o Partido dos Trabalhadores para superar os desafios”, analisa o presidente estadual do PT-SP, Emidio de Souza.

 

Temática

Por meio do Fórum de Conjuntura do PT-SP, realizado sempre na primeira quarta-feira de cada mês, em parceria com o Projeto SP (Projeto Estudos dos Estados Brasileiros da Fundação Perseu Abramo), uma pauta em comum nas regiões paulistas é designada para o enfrentamento ao governo tucano no estado, tendo como meta a qualificação da oposição na apresentação de um diagnóstico atualizado e formulação de propostas de um modelo de políticas públicas defendido pelo partido.

 

O tema sugerido para os parlamentares, dirigentes e militantes debaterem no mês de novembro é o “Freio Tucano no Desenvolvimento do Estado de São Paulo”. A “Reforma Eleitoral” também estará em pauta.

 

Balanço

Em cinco edições, o Dia Mensal de Mobilização contabiliza 270 cidades visitadas com as presenças dos deputados estaduais e federais; vereadores e vereadoras; prefeitos, prefeitas e vices; dirigentes nacionais e estaduais, coordenadores e coordenadoras de Macros, além da militância e representantes de movimentos sociais.

 

Confira a agenda:

Dia Mensal de Mobilização na Macro Sudoeste Paulista/ Itapeva

Data: 13 de novembro (sexta)

 

Palestra sobre Reforma Eleitoral e Eleições 2016
Cidade: Nova Campina
Horário: 19h

Local: Câmara Municipal

Endereço: Rua Lourenço Manoel da Silva, 57 – Centro

Informações: Alex Campos (14) 99692-1960

 

Entenda o Dia Mensal de Mobilização do PT-SP

A ideia é a de que os 24 parlamentares estaduais e federais do estado de São Paulo participem, no decorrer dos próximos 20 meses, de atividades, plenárias e seminários em todas as regiões do estado paulista, com a militância, prefeitos e prefeitas, vices, dirigentes, presidentes de diretórios e coordenadores de Macros, movimentos e entidades da sociedade civil.

 

Cada deputado e cada deputada visitarão, ao menos uma vez, cada região do estado, tendo assim, uma visão ampla e o diagnóstico das necessidades de cada local, além de contribuir efetivamente para o fortalecimento do PT nas pequenas e médias cidades.

 

A data pré-estabelecida para mobilização será o segundo sábado de cada mês, entre junho de 2015 a fevereiro de 2017.

 

Objetivos

– Consolidar o segundo sábado de cada mês como um dia de mobilização do PT no Estado;

 

– Ampliar a visibilidade dos mandatos dos nossos Deputados e Deputadas Estaduais e Federais no maior número das cidades paulistas;

 

– Potencializar a presença das principais lideranças do PT de São Paulo nas 20 Macrorregiões;

 

– Fazer a disputa de ideias e a defesa do PT e dos nossos governos Dilma/Lula na opinião pública local/regional;

 

– Contribuir para a organização partidária nas pequenas e médias cidades;

 

– Promover debates sobre o modo petista de governar e legislar;

 

– Fazer oposição ao governo Alckmin;

 

– Aproximar nossos mandatos e dirigentes com movimentos sociais, sindicatos, e organizações da sociedade civil progressistas;

 

– Possibilitar que filiados e filiadas, gestores, parlamentares, militantes e dirigentes do PT, cidadãs e cidadãos, instituições e movimentos interessados/as possam contribuir para o fortalecimento do Partido em todo o estado;

 

– Projetar nossa ação política com o objetivo de construirmos um diagnóstico permanente sobre o estado de São Paulo;

 

– Motivar a militância e simpatizantes a se engajar na defesa do PT, dos nossos governos e mandatos parlamentares.

 

Conheça Enio Tatto

Enio Tatto nasceu em 20 de maio de 1961, na cidade gaúcha de Frederico Westphalen. É o sétimo dos 10 filhos de Jácomo Tatto e Inês Fontana Tatto, uma típica família de descendente de italianos. Em 1966, seus pais migraram para o estado do Paraná para trabalhar na colheita de soja.

Os primeiros anos de vida do deputado Enio Tatto foram de contato com a dura realidade do trabalho na agricultura, onde conheceu e viveu dificuldades. De sólida formação no catolicismo, junto com seus pais e irmãos mais novos, veio para São Paulo, em 1978, quando iniciou sua participação nas comunidades eclesiais de Base (CEBs) da Igreja Católica.

Vivia-se naquela época um período de grande turbulência política e social. A luta contra a ditadura avançava e os movimentos populares e sindicais ampliavam-se com o apoio das CEBs, do movimento estudantil, e de outros segmentos da sociedade.

Diante do clima de agitação política, com a sensibilidade de quem viveu privações no campo e deparou-se com a dura vida da periferia de São Paulo, Enio Tatto engajou-se nas lutas populares participando dos movimentos Pela Anistia Ampla Geral e Irrestrita e Contra a Carestia, entre outros, além de integrar a Oposição Sindical Metalúrgica de São Paulo, o Comitê Santo Dias da Silva (com quem Enio conviveu nas CEBs da zona sul de São Paulo), e atuar na fundação, organização e construção do Partido dos Trabalhadores, a partir de 1980.

Com sua incisiva atuação no PT, na igreja e nos movimentos sociais, um coletivo de militantes do PT, em 2002, o indicou como candidato a deputado estadual. Foi eleito com 118.233 votos, no pleito de 6 de outubro de 2002, para a 15ª Legislatura, 2003/2007. Nas eleições de 1º de outubro 2006, foi reeleito, pelo PT, também com expressiva votação, obtendo 88.648 votos.

Como deputado, Enio Tatto apresentou quase 200 projetos de lei. Externou muitas iniciativas investigativas diante das ações do governo estadual, com destaque para os pedidos de CPIs da TV Cultura, do Rodoanel, da CDHU e do Metrô. Integrou a CPI da CDHU e foi membro efetivo das Comissões de Constituição e Justiça e Redação; de Finanças, Orçamento e Planejamento e de Assuntos Desportivos.

Na Assembleia Legislativa aprovou, entre outras, a lei nº 4.651, de 15/12/2011, que cria o Programa estadual de fomento à economia popular solidária no Estado de S. Paulo – Pefes, e a lei nº 14.590, de 11/10/2011,  que dispõe sobre a identificação dos frequentadores dos jogos de futebol, a comercialização de ingressos e o uso de mastros de bandeiras. Também de sua autoria é a Lei Complementar  nº 1.156, de 29/11/2011, que dispõe sobre o envio à Assembleia Legislativa, de relatório da execução das despesas orçamentárias.

O mandato de Enio Tatto tem atuado sempre em defesa dos trabalhadores. Suas áreas de atuação são diversificadas, com ações que visam beneficiar diferentes segmentos sociais. No campo da educação, propôs e liderou o movimento que resultou na instalação de Fatec em Santo Amaro, São Bernardo do Campo, Carapicuíba e Osasco.

Foi vitorioso na sua luta pela implantação dos campi da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em Santo Amaro e de Embu das Artes. Vem, também, lutando para que a USP leste ofereça cursos hoje só disponíveis na Cidade Universitária e pela implantação de campus da Unifesp na zona leste da Capital, já anunciado pelo governo federal.

Outra característica de Enio Tatto tem sido sua atuação na área do meio ambiente. Liderou a luta pela aprovação das leis específicas das represas Guarapiranga e Billings, e elaborou a Lei nº 12.136/2005, que criou o Dia Mundial sem Carros.

Grupos sociais específicos, como o dos idosos, também recebem atenção especial do seu mandato. O deputado apresentou mais de 50 projetos de lei autorizando a implantação, em benefício de dezenas de municípios do Estado, das chamadas Vilas Dignidade, programa habitacional para pessoas idosas. Outras proposições de sua iniciativa procuram atender crianças, adolescentes e moradores de rua.

Democratização, transparência, participação e regionalização do Orçamento são algumas das bandeiras que o deputado Enio Tatto vem defendendo insistentemente. A realização, através da Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia, de audiências públicas em todas as regiões administrativas do Estado, que debatem e apresentam sugestões à proposta de Orçamento estadual, foram alguns avanços obtidos pela sua expressiva atuação.

Na eleição de 3 de outubro de 2010, foi novamente eleito deputado estadual, com 161.170 votos, para o quatriênio 2011/2015 – 17ª Legislatura. Em 15 de março de 2013, o parlamentar foi eleito pelos seus pares para o cargo de 1º Secretário da Mesa Diretora da Assembleia, para um mandato de dois anos.

É casado com Yolanda Rocha Tatto, e pai de três filhos: Karla, Carmem e Carlos.

Conheça Alessandra Dadona

 

Alessandra Dadona foi secretária estadual de Juventude do PT-SP e atualmente ocupa o cargo de titular da pasta de Movimentos Populares e Políticas Setoriais do Partido dos Trabalhadores no estado de São Paulo.

Você também pode gostar...