ARTIGOS

#DILMA COMPARA CRISE DA ÁGUA EM SP AO ‘APAGÃO’

Em evento no maior colégio eleitoral do país, presidente Dilma Rousseff disse que tanto a crise hídrica vivida pelo governo de Geraldo Alckmin, quanto o ‘apagão’ de energia elétrica enfrentado pelo país entre 2001 e 2002, durante a gestão de FHC se devem à “incapacidade de gestão” do PSDB:

“Aqui em São Paulo mais uma vez se mostra as consequências da visão que é contra o planejamento, o investimento planejado e que não tem responsabilidade pública do abastecimento com a população.

A energia elétrica é um caso e a água é outra”; ela ainda reclamou da cobertura da imprensa sobre o desabastecimento

Em ato de apoio de artistas e intelectuais, no Tuca, na PUC, ao lado do ex-presidente Lula, a presidente Dilma Rousseff (PT) comparou nesta segunda-feira a crise hídrica vivida pelo governo de Geraldo Alckmin São Paulo ao ‘apagão’ de energia elétrica enfrentado pelo país entre 2001 e 2002, durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

“Aqui em São Paulo mais uma vez se mostra as consequências da visão que é contra o planejamento, o investimento planejado e que não tem responsabilidade pública do abastecimento com a população.

A energia elétrica é um caso e a água é outra”, afirmou a presidente. Segundo ela, os dois casos se devem à “incapacidade de gestão” do PSDB.

A presidente criticou ainda da cobertura da imprensa sobre a falta de água em São Paulo.

“Ninguém da imprensa hoje pode ficar surpreso pelo fato de que falta água.

A situação de hoje é a mesma de ontem, de um mês atrás.

Não há motivo para ficar tão surpreso [no período] pós eleitoral”.

Participaram do evento o vice-presidente, Michel Temer (PMDB), os ministros Marta Suplicy (Cultura), José Eduardo Martins Cardozo (Justiça), o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e os ex-ministros Luiz Dulci, Alexandre Padilha, Marcio Thomaz Bastos, Orlando Silva, Paulo Vanucchi, Juca Ferreira e o senador Eduardo Suplicy (PT-SP).

 

Fonte: brasil247

Você também pode gostar...