GERAL NOTÍCIAS

Lula: Temos que Garantir a qualidade da educação para que as conquistas não se desfaçam

5469-medium

Foto e Fonte: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dedicou boa parte desta quarta-feira (21) a falar sobre educação em Teresina, no Piauí. Depois de receber os títulos de cidadão piauiense e de Teresina, o ex-presidente visitou a escola-modelo Didácio Silva, ao lado do governador Wellington Dias e da secretária estadual da educação, Rejane Dias. Na plateia havia cerca de 100 alunos dessa e de outras escolas do estado, além de professores, pais e funcionários. Mais do que falar, o ex-presidente Lula ouviu. O diretor Alberto Machado contou a história da Didácio Silva que, antes de se tornar referência, sofria com a violência e a evasão escolar. Hoje, existem projetos de arte, desenvolvimento tecnológico, literatura e o ensino é em tempo integral. O índice de evasão é zero, e o de aprovação, 98%. “Essa escola nos emociona por esses resultados, Nossos alunos têm prazer de estar aqui”, afirmou o diretor.

O ex-presidente perguntou ao diretor: “Por que o tempo integral mudou a qualidade da sua escola?”. Machado afirmou que passar mais tempo com os alunos permite dar a ele mais assistência pedagógica e psicológica. Lula quis saber mais mais: “Que conselho você daria para todos os alunos, professores e pais das escolas de periferia?”. Machado disse que “a educação começa pelo amor”. Em seguida, Lula, desceu do palco para conversar com a plateia. Numa série de entrevistas improvisadas, emprestou o microfone a três estudantes, uma professora e ao zelador da escola para saber o que a escola Didácio Silva pode ensinar a outros estabelecimentos públicos do Brasil. “Eu vim aqui aprender com vocês”, explicou o ex-presidente.

“Investir em educação é a mais extraordinária oportunidade de o país ter retorno e possa exportar conhecimento. A educação é a maior herança que um pai pode deixar para seus filhos.” “A gente não deve nada a ninguém”, disse. “Quando vocês se formarem aqui, vão poder andar de cabeça erguida em qualquer lugar desse país”. “Esse país está precisando de bons exemplos”, afirmou. “A qualidade da educação depende da harmonia que vocês conseguiram aqui”.

Plenária pela educação

À noite, no Hotel Blue Tree, o ex-presidente Lula participou da Plenária de Mobilização pela Educação, ao lado do governador, da secretária de educação estadual, de prefeitos, deputados, movimentos sociais, movimento sindical e políticos.

“Depois de tudo que ele fez, o presidente Lula poderia se dedicar ao tema da erradicação da fome e da pobreza. Mas, ao ver o Congresso aprovar o Plano Nacional da Educação, resolveu viajar o Brasil”, disse o governador Wellington Dias. Ele falou sobre sua própria trajetória para ilustrar a importância da causa do ensino de qualidade para o país: “A minha professora só tinha o quarto ano primário. Minha mãe teve de disputar uma vaga nessa escola para mim literalmente no tapa. Fui o quinto da minha família a entrar numa universidade.”

“Aqui no Piauí, nós acreditamos, a educação é um alicerce do crescimento. Temos de er a educação básica, mas ter outras metas: a profissão, dominar o mundo da informática, dominar uma língua estrangeira, dar noções de empreendedorismo”, afirmou o governador. “Esse estado entrou no século 21 com IDH 0,4, que é de um lugar muito pobre. Esse estado não seria o que é hoje se não fosse por Luiz Inácio Lula da Silva. O índice hoje é 0,7. E queremos atingir 0,8.”.

O ex-presidente Lula discursou em seguida e reafirmou sua crença na importância de oferecer um ensino de qualidade a todos. “É através da educação que a gente consegue criar oportunidades iguais para todos os seres humanos. A educação é, definitivamente, o passaporte para o futuro desse país”. Também louvou as conquistas recentes o estado: “Vocês estão oferecendo ao Brasil o mais belo exemplo da educação de qualidade. O Piauí tem a melhor escola pública do Brasil, a Augustino Brandão, em Cocal dos Alves.”

Lembrou da descrença inicial em relação à Olimpíada de Matemática: “Diziam que aluno pobre de escola pública não tem interesse em Olimpíada de Matemática”. “Na primeira, em 2005, se inscreveram 9 milhões de estudantes. Em 2006, era ano eleitoral e a Justiça Eleitoral não permitiu colocar sequer um boletim na porta da sala. Pasme, governador, foram 15 milhões de alunos escritos.”

“Estou levando essa mensagem, especialmente, para os companheiros do PT, para que se engajem em uma educação melhor para todos”, disse, explicando sua militância para a implementação das 20 metas do Plano Nacional da Educação. Para ampliar e consolidar os avanços, continuou, “temos que dar um passo adiante”. “Sabemos que a nossa tarefa ainda é muito árdua. Temos que subir mais um degrau, quem sabe dois. Garantir a qualidade da educação para que as conquistas não se desfaçam ao longo do tempo.” Uma das maneiras de garantir isso é justamente através do plano de metas: “O PNE sempre foi um anseio da sociedade brasileira que nós encaminhamos ao Congresso Nacional. Esse plano foi resultado de muito debate e muita conferência”.

O ex-presidente Lula fica no Piauí até amanhã (22), quando se desloca para Salvador. Na sexta (23), participa de mais uma Plenária de Mobilização pela Educação na capital baiana.

 

Você também pode gostar...