GERAL

Maior expressão de grafite em Santo André substitui cinza do viaduto Santos Dumont

Selecionados por edital, 27 artistas assinam galeria a céu aberto de 500 metros lineares

Santo André, 18 de maio de 2015 – Santo André ganhou uma nova galeria de arte. Os 500 metros de extensão, com média de 5,5 metros de altura sob o viaduto Santos Dumont, no bairro Casa Branca, abrigam a maior expressão em grafite de Santo André, com a assinatura de 27 artistas, selecionados por meio de edital. Intitulada Santo André – Cidade Grafitti, a ação teve início na programação de aniversário da cidade e foi concluída em meados de maio, quando a monotonia do cinza foi finalmente substituída por diversas técnicas e cores usadas na arte de rua. “Este era um dos espaços mais cobiçados pelos artistas”, afirmou Wellington, que estampou com spray e latex realismo abstrato em conjunto com TKS, Tiago e Jonas.

O prefeito Carlos Grana, o secretário de Cultura e Turismo, Tiago Nogueira, e o secretário de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos, Paulinho Serra, vistoriaram a finalização das pinturas, elogiaram a iniciativa e conferiram os múltiplos talentos. “Santo André sempre teve história com o grafite, mas não com essa proporção. A intervenção foi desenvolvida em conjunto pelas secretarias de Cultura e de Obras”, disse Carlos Grana. Sob o viaduto passam cerca de quatro mil veículos por hora por sentido.

Os artistas receberam da administração municipal material e suporte necessários para a pintura, além de R$ 1.000 cada. “Queremos fazer mais, de forma cautelosa a fim de envolver e valorizar os artistas da cidade”, adiantou o secretário de Cultura e Turismo, Tiago Nogueira. Para Paulinho Serra, os grafites ajudam a evitar pichações. “Vamos estudar a possibilidade de estender para outros corredores porque é saudável para a cidade”, disse.

Sobre a Secretaria de Cultura e Turismo

A Secretaria de Cultura e Turismo é responsável por promover o desenvolvimento e a difusão das atividades ligadas à cultura, arte e turismo. Cuida também da preservação histórica e do patrimônio cultural de Santo André, além de promover o calendário de festividades do município e coordenar os programas executados nas bibliotecas, museus, teatros, escolas de artes, orquestra, espaços esportivos e centros comunitários.

Estão sob os cuidados da Pasta os conselhos municipais de Cultura, de Turismo e de Defesa do Patrimônio, Histórico, Artístico, Arquitetônico-urbanístico e Paisagístico de Santo André, bem como o Fundo de Cultura.

A respeito de Santo André

A Vila de Santo André da Borda do Campo foi fundada em 8 de abril de 1553 e extinta em 1560. A localidade passou a ser parte do município de São Paulo e apenas em 1889 é que a região passou a ter um município com nome de São Bernardo. Este abrigava todo o ABC, e com a transferência de sede em 1939 passou a ser denominado Santo André. Este nome permaneceu, e após diversas emancipações de distritos, em 1953, o município de Santo André passou a ter a área atual de 174,38 km².

Localiza-se no ABC paulista (Região Metropolitana de São Paulo), distante 18 km da Capital. A cidade é estratégica para o setor logístico, pois está inserida no principal polo econômico brasileiro, próxima a algumas das principais rodovias estaduais e federais, as quais dão acesso ao Porto de Santos e aos aeroportos de Cumbica e de Congonhas.

Conforme último Censo, divulgado em 2010, com estimativa para 2014, Santo André possui 707.613 habitantes. No ano de 2012, o PIB (Produto Interno Bruto) foi de R$ 18,085 bilhões, sendo o 32º maior do País e o 12º maior entre as cidades do Estado de São Paulo. O orçamento previsto para 2015 é de R$ 3,178 bilhões.

Mais informações para a imprensa:
Tuga Martins: mcpmartins@santoandre.sp.gov.br
Marcos Imbrizi: mlimbrizi@santoandre.sp.gov.br

Você também pode gostar...