Movimento Todos pela Amazônia reúne mais de 1,5 milhão de assinaturas

PT Santo André
Por PT Santo André setembro 12, 2017 15:54

Movimento Todos pela Amazônia reúne mais de 1,5 milhão de assinaturas

Parlamentares, artistas, indígenas e ambientalistas entregaram documento com 1,5 milhão de assinaturas em defesa da Amazônia e contra extinção do RENCA

Na manhã desta terça-feira (12), uma comissão de parlamentares, artistas, representantes dos povos indígenas e ambientalistas entregou um abaixo assinado com mais de 1,5 milhão de assinaturas colhidas em defesa da Amazônia e da proteção das populações indígenas da região, aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado,Eunício Oliveira (PMDB-CE).

O ato, promovido pelo Greenpeace Brasil em parceria com a Avaaz e a 342Amazônia, criticou o decreto do ilegítimo  Michel Temer, que extingue a Reserva Nacional de Cobre e seus Associados (RENCA).

Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, o deputado Nilto Tatto (PT-SP) recebeu as entidades ambientais e indígenas e reforçou a importância do ato realizado no Salão Verde da Câmara

“Estamos numa conjuntura muito ruim, de muito retrocesso na agenda ambiental, estão querendo flexibilizar a legislação dos agrotóxicos, o licenciamento ambiental, atacando unidades de conservação, territórios quilombolas, terras indígenas, vários retrocessos, de várias áreas, que atingem principalmente populações que são parceiras da conservação”, afirmou o deputado, que é um dos signatários do manifesto, lido por artistas ao final do ato.

Tatto disse ainda que o caso da Renca mobilizou  a sociedade. “É a oportunidade pra gente trabalhar e fazer com que a grande mídia e outros artistas entrem nessa campanha em defesa das florestas, das populações, da reforma agrária e contra o assassinato no campo, que vai bater recorde nesse ano. Vamos junto nessa caminhada e com certeza teremos vitória contra os golpistas representados hoje pelo governo Temer”, declarou.

À reportagem da Agência PT, Tatto completou: “Estamos num evento muito importante. É uma resposta da sociedade brasileira, representada por essas 1,5 milhão de assinaturas, estamos aqui pra apoiar e estar junto nessa caminhada em defesa da Amazônia”.

A liderança indígena Sonia Guajajara destacou que a pauta indígena atualmente é a salvação das florestas e o planeta, “porque as terras indígenas naturalmente já projetem a vida”.

“Estamos aqui trazendo a voz dos povos indígenas de todo Brasil, de milhões de brasileiros e brasileiras que vieram aqui pedir a não destruição da Amazônia. Estamos aqui para dizer que não aceitamos retrocessos, não aceitamos a redução das unidades de conservação, não podemos aceitar o massacre dos índios isolados lá no Amazonas e que esse governo está fazendo vista grossa e dizendo que isso não é verdade”, enfatizou.

E completou: “queremos fazer um único grito e dizer que estamos todos pela Amazônia”.

Senadores como   Humberto Costa (PT-PE), Jorge Viana (PT-AC), Lindbergh Farias (PT-RJ), líder do partido no Senado, Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Paulo Rocha (PT-PA) também estavam presentes.

Senador pelo Acre, Jorge Viana acredita que é absurdo e abre perigoso precedente se extinguir por decreto uma unidade de conservação.

“Isso é uma coisa absurda. Na hora que um decreto como esse é levado adiante, se põem sob ameaça todas as unidades de conservação da Amazônia, tudo aquilo que a gente demorou décadas para conquistar”, afirmou.

“É um ato político para mostrar pra sociedade brasileira que aqui nessa Casa há que se olhar a Amazônia de maneira diferente dos interesses internacionais, e chamar a atenção, afinal a Amazônia é um pedaço do mundo que é patrimônio da humanidade. Tem riqueza florestal, de água doce, mineral e populações tradicionais, indígenas, quilombolas. É responsabilidade dos governantes fazer uma legislação capaz de levar em conta essa complexidade. A Amazônia deve estar a serviço primeiramente do seu povo e, em segundo lugar, dos interesses econômicos do país”, disse o senador Paulo Rocha.

O senador Humberto Costa também se manifestou: “É fundamental que possamos mobilizar a sociedade civil para inibir todas essas tentativas que estão sendo feitas de colocar o meio ambiente como moeda de troca”, disse. O deputado federal Leo de Britto (PT-AC), reforçou o coro:

“É mais um golpe! Contra os trabalhadores, contra a soberania nacional e agora contra a Amazônia, um patrimônio mundial. Hoje, a sociedade mobilizou mais de um milhão de assinaturas. É importante a sociedade civil continuar mobilizada nessa causa”, afirmou.

Artistas como Alessandra Negrini, Tico Santa Cruz. Maria Gadu e Susana Vieira, que fazem parte da campanha 342 Pela Amazônia.

Maria Gadu declarou que o ato representou um momento de união de forças que, mesmo divergindo em outras pautas políticas, se unem para defender a Amazônia,

“A gente se une para representar o País que é divergente, mas que nesse assunto não há discussão. A gente precisa da voz de todos votando 342Amazônia.org.br. É isso que engrandece o que a gente veio fazer aqui”.

Confira no vídeo como foi o ato em defesa da Amazônia na Câmara dos Deputados.

Fonte: Agência PT de Notícias

Foto: Lula Marques/Agência PT

PT Santo André
Por PT Santo André setembro 12, 2017 15:54

PALAVRA DO DIRETÓRIO MUNICIPAL

FACEBOOK