PLANTÃO PTSA

Prefeitos do ABC cobram responsabilidade e transparência de Alckmin na crise hídrica

Quatro prefeitos do ABC participaram nesta quarta-feira (28) de reunião na capital paulista para discutir a crise hídrica. O encontro reuniu diversos prefeitos da região metropolitana, entre eles o idealizador da reunião, Fernando Haddad (PT). Do ABC estavam presentes Carlos Grana (Santo André), Paulo Pinheiro (São Caetano), Donisete Braga (Mauá) e Gabriel Maranhão (Rio Grande da Serra).

Sob pressão
A falta de transparência na gestão da crise foi a principal crítica feita pelos gestores municipais presentes na reunião. O governo do Estado foi representado pelo secretário de Recursos Hídricos, Benedito Braga, que ouviu poucas e boas. “Não podemos ficar sabendo das decisões pela televisão”, comentou o prefeito Carlos Grana. “A população precisa ser avisada com antecedência e por isso precisamos saber antes para informarmos aos munícipes”, disse Donisete Braga. A fala de um dos diretores da Sabesp, que falou sobre a possibilidade de rodízio com cinco dias sem água, foi citada como exemplo negativo de um caso em que as prefeituras foram pegas de surpresa.

Ausentes
Os prefeitos da região que não estiveram no encontro mandaram representantes. Lauro Michels, de Diadema, enviou a secretária do Meio Ambiente, Denise Ventrici. O governo Saulo Benevides, de Ribeirão Pires, foi representado pelo secretário do Meio Ambiente, Gerson Santos Duarte. O prefeito Luiz Marinho mandou o secretário de Gestão Ambiental, João Ricardo Guimarães Caetano.

Por Repórter Diário

Você também pode gostar...