ARTIGOS

PSDB fechou os olhos para rombo de R$1,9 bilhão na Sudam

DINHEIRO DE CORRUPÇÃOMais uma da Série “Relembrar Para Não Viver” envolvendo as gestões tucanas de FHC e o PSDB de Aécio. Denúncias na Sudam (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia) constataram o envolvimento de fraudes de pelo menos 62 servidores da autarquia, o que representava à época, 10% dos 506 funcionários, o que gerou desvio bilionário de R$1,9 bilhão.

 

Ao invés de acabar com a corrupção que imperava no órgão e colocar os culpados na cadeia, o presidente Fernando Henrique Cardoso resolveu jogar a sujeira por debaixo do tapete e extinguir a Sudam.

 

O rombo causado na Sudam, no período de 1994 a 1999, chegou a cerca de R$ 2 bilhões. As denúncias do desvio bilionário levaram o ex-presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA) a renunciar ao mandato.

 

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) foi enterrada pela maioria apoiadora do governo. O PT, por sua vez, fez a sua parte e ajuizou ação de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal contra a providência do governo.

 

Conclusão: se Aécio vencer, a política de jogar a sujeira da corrupção por debaixo do tapete retornará ao país.

Você também pode gostar...