AGENDA/SOCIEDADE/MOVIMENTOS ARTIGOS NOTÍCIAS O PARTIDO PT

Rui Falcão: É inconcebível tentar criminalizar Lula

Por: Agência PT

O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, condenou, em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (30), as tentativas de criminalização do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para ele, isso é uma ‘aberração’.

“Isso é uma aberração. Vocês mesmos sempre glorificaram a política do (Bill) Clinton, de todos os governantes que procuram valorizar as empresas do seu país. O Lula fez isso quando era presidente e faz agora, diz ele com muito orgulho. Isso não é ser favorecido por ninguém, isso é produzir empregos aqui no Brasil”, defendeu Rui.

De acordo com Rui Falcão, Lula defendeu, durante encontro da Executiva Nacional do PT, na manhã desta quarta, que a legenda ative a mobilização, de fazer a defesa da sigla contra a campanha seletiva de criminalização do PT.

“É inconcebível que se façam vazamentos seletivos tentando criminalizar o PT, a presidenta Dilma Rousseff e, em última instância, criminalizar o Lula, tentando barrar qualquer possibilidade que possa ter de ele ser candidato em 2018″, afirmou.

Para o presidente da legenda, a reforma ministerial deve ser um momento de construção de estabilidade política para que o País possa retomar as suas políticas de crescimento na economia, de geração de emprego, de distribuição de renda e de crédito.

“A crise política precisa ser debelada para que a economia volte a crescer”, defendeu o presidente do PT.

Sobre a reforma ministerial em discussão pela presidenta Dilma Rousseff, Falcão disse que a avaliação da legenda é que as mudanças sinalizem para a sociedade que é preciso ter estabilidade política para retomar o crescimento.

“O importante é que as políticas como o Mais Médicos, o SUS sejam mantidos. Eu tenho certeza que essas políticas serão mantidas”, disse Rui, sobre as possíveis mudanças no Ministério da Saúde, atualmente comandado pelo ministro Arthur Chioro.

Da Redação da Agência PT de Notícias

Você também pode gostar...