GOVERNO GRANA

Santo André: Saúde quer imunizar 13.578 meninas contra o HPV

*** Campanha nacional começa no próximo dia 10 para faixa etária de 9 a 11 anos; em Santo André, doses serão aplicadas nas 33 unidades da rede de atenção básica ***

As 33 unidades da rede de atenção básica de saúde de Santo André estão preparadas para a Campanha Nacional de Vacinação Contra o HPV, que inicia na próxima terça-feira (10). Neste ano, a faixa etária é de 9 a 11 anos, que representa 13.578 meninas no município – em 2014, a primeira dose da vacina foi aplicada de 11 a 13 anos. O objetivo é proteger contra o câncer de colo de útero, segunda principal causa de morte entre mulheres no País.

A campanha, novamente, se dará em três etapas para as meninas de 9 a 11 anos. Após a primeira em março, a segunda ocorrerá seis meses depois – a partir de 1º de setembro. A última fase somente depois de cinco anos. No entanto, isso não impede que as adolescentes, entre 11 e 13 anos, que eventualmente não se imunizaram no ano passado, façam agora. Em 2016, todas as meninas, a partir de nove anos, serão imunizadas na rotina do calendário vacinal do Ministério da Saúde.

No ano passado, Santo André imunizou 14.287 adolescentes na primeira fase, o que representou 105,09% do inicialmente estabelecido (13.595). O HPV (papilomavírus humano) visa prevenir as verrugas genitais. O vírus, que possui cerca de 150 variações, pode permanecer no organismo durante anos sem apresentar sintomas, mas pode evoluir para cânceres. A transmissão ocorre por meio de relação sexual, pelo contato direto com a pele ou mucosas infectadas.

No município, a aplicação das doses ocorrerá, a princípio, nas 33 unidades básicas de Saúde, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A orientação é que os pais e/ou responsáveis procurem o posto de saúde referência de sua residência.

HIV/AIDS – Outra novidade da campanha será a extensão da imunização para 33 mil meninas e mulheres no Brasil, entre 9 e 26 anos, com HIV/AIDS. Em Santo André, as soropositivas, que se encaixarem nessa faixa etária, deverão se dirigir ao Armi (Ambulatório de Referência para Moléstias Infecciosas), localizado na Rua das Silveiras, 73, na Vila Guiomar. Ali, a dose será aplicada na sala da vacina, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Segundo a psicóloga Débora Vichessi, coordenadora do Armi, essa população foi incorporada devido à maior facilidade de infecção pelo HPV, exatamente pela redução da eficiência do sistema imunológico decorrente do HIV, conforme demonstram vários estudos.

Neste grupo, o esquema vacinal adotado pelo Ministério da Saúde será mais curto: a primeira dose em março; a segunda aplicada após dois meses (maio) e a terceira, seis meses depois da primeira (setembro). A Secretaria de Saúde não dispõe do número de soropositivas, nessa faixa etária, informatizado.

Fonte:

Prefeitura de Santo André

Você também pode gostar...