[#SantoAndré] – Grana vai entregar obra de UPA no final de Janeiro

PT Santo André
Por PT Santo André janeiro 18, 2016 17:39

[#SantoAndré] – Grana vai entregar obra de UPA no final de Janeiro

A obra da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Central 24 horas, ex-PA (Pronto-Atendimento) e popularmente conhecido como Faisa (Fundação de Assistência à Infância de Santo André), entra em sua reta final. A previsão da Secretaria de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos é que a parte civil do imóvel, localizado ao lado do Paço, seja concluída no fim deste mês. A partir da entrega da reforma e ampliação, a Secretaria de Saúde estima a necessidade de mais 40 dias para a instalação e calibragem dos equipamentos, além da adequação dos mobiliários, para, efetivamente, abrir o serviço ao público.

Neste momento, no entanto, não é possível falar da data exata de abertura da unidade, uma vez que existem alguns fatores ainda preponderantes para conclusão da obra, entre eles, a permanência do bom tempo para a realização dos serviços do lado externo. Uma reunião para discutir o tema deve ocorrer na próxima semana, quando o secretário de Saúde de Santo André, Homero Nepomuceno Duarte, e o prefeito Carlos Grana retornam das férias.

Inicialmente, a obra teria duração de seis meses, a partir do início em outubro de 2014 – o antigo PA Central foi desativado e os usuários da rede de saúde municipal encaminhados para as outras duas UPAs mais próximas – Centro e Sacadura Cabral –, que receberam o reforço dos cerca de 150 funcionários, entre médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem, do equipamento em reforma. Mas, ao longo do caminho, a Prefeitura rompeu com uma das empresas vencedoras da licitação por descumprimento de cláusulas contratuais, o que implicou em abertura de novo processo de contratação de outra construtora.

Com média mensal de 12 mil atendimentos no então PA Central, a nova UPA deverá aumentar sua capacidade de acolhimento ao usuário – o número exato ainda está sendo discutido pela direção da rede de urgência e emergência municipal. O custo inicial da obra era de R$ 844.500, sem o investimento nos equipamentos e mobiliários.

Com a reforma e ampliação, o equipamento será readequado nos padrões de uma UPA – porte II (abrangência de 100 mil a 200 mil habitantes). Na prática, além da otimização do espaço e melhoria do atendimento à população, a unidade passará a receber recursos do Ministério da Saúde para sua manutenção mensal – hoje, o custeio é da Prefeitura em 100%. O prédio ganhou um andar superior, que antes não havia.

Sobre a Secretaria de Saúde

Com orçamento previsto de R$ 574.526.000,00 para 2016, a Secretaria de Saúde tem destinado o maior valor da peça orçamentária da Prefeitura de Santo André.

A rede de saúde municipal é composta por 33 unidades de atenção básica; dois hospitais (Centro Hospitalar Municipal e Hospital da Mulher); três UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) 24 horas; quatro PAs (Prontos Atendimentos) 24 horas; três Centros de Especialidades Médicas; um Centro de Reabilitação Municipal; dois Centros de Especialidades Odontológicas; um Ambulatório de Moléstias Infecciosas; um Centro de Referência de Saúde do Trabalhador, um Centro de Terapia Comunitária e um laboratório de análises clínicas, além do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Na área de Saúde Mental, são quatro Caps (Centros de Atenção Psicossocial); cinco serviços residenciais terapêuticos; duas repúblicas terapêuticas; um consultório na rua (veículo) e um Caps itinerante, além de Núcleo de Projetos Especiais. Na Vigilância à Saúde, o município dispõe de divisões Sanitária, Epidemiológica, Controle de Zoonoses/Ambiental e Saúde do Trabalhador.

A Pasta também oferece apoio diagnóstico e terapêutico, desde municipal até terceirizado, por meio de contratos e convênios. Também trabalha em parceria com a Fundação do ABC, mantenedora da Faculdade de Medicina, que oferece serviços e atendimentos à população.

A respeito de Santo André

A Vila de Santo André da Borda do Campo foi fundada em 8 de abril de 1553 e extinta em 1560. A localidade passou a ser parte de São Paulo e apenas em 1889 é que a região passou a ter um município com nome de São Bernardo, que abrigava todo o ABC. Com a transferência de sede em 1939, passou a ser denominado Santo André. O nome permaneceu, e após diversas emancipações de distritos, em 1953, Santo André passou a ter a área atual de 174,38 km².

Localiza-se no ABC paulista (região metropolitana de São Paulo), distante 18 km da capital. A cidade é estratégica para o setor logístico, pois está inserida no principal polo econômico brasileiro, próxima a algumas das principais rodovias estaduais e federais, as quais dão acesso ao Porto de Santos e aos aeroportos de Cumbica e de Congonhas.

Conforme o Censo 2010, com estimativa para 2014, Santo André possui 707.613 habitantes. Em 2012, o PIB (Produto Interno Bruto) foi de R$ 18,085 bilhões, sendo o 32º do País e o 12º no Estado de São Paulo. O orçamento previsto para 2016 é de R$ 3,38 bilhões.

PT Santo André
Por PT Santo André janeiro 18, 2016 17:39

PALAVRA DO DIRETÓRIO MUNICIPAL

FACEBOOK